Sistema da Reserva da Barreira de Corais de Belize–PH n.º 178

Este é o único Patrimônio da Humanidade de Belize, que não apresentou mais nenhuma outra tentativa de inscrição à UNESCO. Deu-se por satisfeito por ver sua barreira de corais inscrita como PH em 1996.

Ao contrário do que ocorre com a Grande Barreira de Corais na Austrália – a única que suplanta a de Belize no mundo –, em que extensas áreas da barreira e muitas ilhas foram inscritas, no caso da barreira belizenha apenas 7 pequenos trechos do sistema da reserva (que engloba, além da barreira de corais, trechos de litoral e manguezais) foram alçados à categoria de Patrimônio da Humanidade, a saber:

Parque Nacional e Reserva Marinha Bacalar Chico
– Blue Hole
– Monumento Natural Half Moon Caye
– Reserva Marinha South Wather Caye
– Reserva Marinha Glovers Reef
– Parque Nacional Laughing Bird Caye
– Reserva Marinha Sapodilla Cayes 

Portanto, embora seja fácil entrar em contato com a Barreira de Corais de Belize, é bem mais difícil atingir as pequenas áreas que foram “pinçadas” como integrantes do Patrimônio da Humanidade, algo parecido com o que ocorre com o Patrimônio da Humanidade do Pantanal (Brasil), que engloba 4 áreas que representam apenas 1% do ecossistema do Pantanal e são justamente as áreas mais difíceis de serem alcançadas, motivo de ser este o único PH brasileiro que eu ainda não visitei.

Tão-logo desembarquei na belizenha San Pedro, proveniente do México, fui atrás de passeios que incluíssem mergulho ou snorkelling em alguma das áreas integrantes do  sistema da reseva da barreira de corais. As notícias não foram boas: era Semana Santa e muitos passeios haviam sido cancelados. Além disto, o único passeio que garantidamente entraria em Bacalar Chico (e que não é lá muito popular), não iria ocorrer nos próximos dias.

DSC08214

Acabei reservando um passeio que iria até a praia de Robbles Point, que era justamente o que chegava mais ao norte da ilha (e onde estava Bacalar Chico). O nome do tour prestado pela empresa SEAduced by Belize não era muito animador: Robles Point Beach BBQ & Snorkel… mas ele transcorreu de forma satisfatória, com três paradas (inclusive em Mexico Rocks) para excelentes snorkellings em diferentes pontos da barreira de corais de Belize (e mesmo em rasas águas com notável fauna marinha: vi várias raias, tubarões e grande diversidade de peixes coloridos, além dos corais).

DSC08212

No barco éramos 8 pessoas, todos norte-americanos com exceção do guia, e em dado momento, paramos na tal praia privada de Robbles Point para o churrasco (BBQ) conforme anunciado. A praia não era nada demais (assim como nenhuma praia de Ambergris é, ao menos quando comparadas com as existentes logo acima, no México) e, enquanto preparavam a comida, resolvi caminhar sozinho pela orla em sentido norte.

DSC08231

DSC08252

Fiquei bastante impressionado em ver como o lixo marinho é um problema grave (havia plásticos e todo tipo de porcaria trazidos do alto-mar  para as praias). Apesar de tudo isto, em dado momento, vi uma placa indicando que ali era o Parque Nacional Bacalar Chico, ou seja, eu havia conseguido entrar no Patrimônio da Humanidade, felizmente! Claro que o passeio ideal seria aquele que fosse até a extremidade da ilha (já na fronteira com o México), que é mais selvagem e isolada, mas o Parque Nacional começava bem antes, então, para mim, restava muita satisfação de ter entrado no único PH de Belize.

DSC08255

Ambergris Caye Real Estate Map

O Sistema da Reserva da Barreira de Corais de Belize inclui não apenas a barreira de corais propriamente dita, mas alguns trechos de praia, de vegetação de restinga e manguezais – afinal, é um sistema. Encontra-se oficialmente em perigo em razão da poluição e dos furacões (que são frequentes no lugar), que representam grave risco ao delicado ecossistema. 

DSC08248

É a segunda maior barreira de corais do mundo (atrás da Austrália e à frente da de Bahamas) e seu ponto mais emblemático é o Blue Hole, um mergulho que dizem ser incrível, mas a melhor percepção que se tem deste lugar é de cima (foto extraída da internet):

A barreira tem aproximadamente 300 km e dista desde meros 300 metros da costa (na parte norte) até 40 km da costa (no sul). Minha experiência ali foi válida, mas muito menos intensa e organizada que a que tive na Austrália.

DSC08240

DSC08247

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *