Belize–2014

Belize Bandeira

Estive em Belize em abr/2014 no final de uma viagem cujo foco principal era o México. Entrei e saí de Belize por via marítima, utilizando o serviço de “táxi” marítimo que liga a cidade de Chetumal, capital do Estado mexicano de Quintana Roo à cidade belizenha de San Pedro, situada na Ilha de Ambergris.

Belize é um pequeno país (tem algo em torno de 20 mil km²) e é o resultado da única incursão bem sucedida da Inglaterra na parte continental da América Central. Assim, Belize é um enclave de língua inglesa cercado por países de herança espanhola (México, Guatemala e, de certa forma, Honduras), mas tanto o inglês quanto o espanhol são largamente falados no país. Culturalmente, Belize é muito ligado ao Caribe, tanto que integra a Caricom (Comunidade e Mercado Comum do Caribe). A atmosfera que se tem em San Pedro, de fato, pende muito mais para o Caribe do que para a América Latina.  

Belize integra a Comunidade Britânica (Commonwealth) e é um dos Commonwealth Realms, ou seja, seu chefe de Estado é o monarca britânico, representado por um Governador-Geral. O poder efetivo, porém, é exercido por um Primeir0-Ministro. A moeda local é o dólar de Belize, que é pegado ao dólar, numa cotação fixa de BZ$ 2 = US$ 1.

Meu trajeto em Belize limitou-se à parte insular do país (ilhas de Ambergris e Caye Caulker), já que tanto a capital de Belize (Belmopan) quanto a cidade mais populosa (Cidade de Belize) não têm maiores atrativos turísticos. Na parte insular, aliás, é onde se encontra o único Patrimônio da Humanidade do país: a Barreira de Corais de Belize.

Belmopan (nome oriundo da fusão de Belize com o nome do Rio Mopán) é uma capital com apenas 15 mil habitantes e foi construída após um furacão que devastou a Cidade de Belize, capital do país até 1970. A capital econômica de Belize, porém, continua sendo Belize City, com seus mais de 60 mil habitantes e com seu importante porto. A principal atividade ecônomica de Belize é a produção de petróleo, seguida da agricultura (banana e cana-de-açúcar) e turismo.

Belize tornou-se independente do Reino Unido em 1981. Até então chamava-se Honduras Britânicas. Hoje o país tem algo em torno de 340 mil habitantes e é um dos menos densamente povoados das Américas. A Guatemala por décadas reivindicou o território belizenho, não reconhecendo a ocupação britânica destas terras e manteve a reivindicação mesmo após a independência. Quando eu estava na Guatemala em 1993, lembro-me de ter visto mapas do país incluindo Belize no território guatemalteco. A entrada de Belize na ONU prejudicou em muito as pretensões da Guatemala, que não sei, atualmente, a quantas andam.

Minha principal atividade em Belize foi o mergulho – até porque as praias de Ambergris e de Caye Caulker são muito menos atrativas que as de Cancún ou Playa del Carmen, de onde eu vinha.

Eu curti ter ido a Belize e acho que fiz bem em ter dedicado todo o meu tempo neste país ao seu território insular. Na parte continental Belize possui como atrativos alguns sítios arqueológicos maias, além de matas tropicais, mas, assim como com relação às praias, nestes quesitos, o México suplanta em muito a Belize. Portanto, estando em Belize, a melhor estratégia é aproveitar o que o país tem de melhor: sua barreira de corais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *