Hamilton, Bermudas

Hamilton é a capital das Bermudas embora possua, de acordo com a Wikipedia, apenas pouco mais de 1.000 habitantes. Ali estão hotéis enormes, muitos bancos e instituições financeiras (as Bermudas são um centro financeiro offshore), os prédios da administração britânica e do autogoverno insular e muitas lojas, especialmente na avenida costeira (Front Street), onde vendedores aguardam ávidos pelos passageiros dos cruzeiros.

Para o visitante que fica alguns dias, é agradável ficar perambulando pelas ruas de Hamilton, assustando-se com os preços e vendo uma curiosidade aqui e outra ali. Hamilton lembra sem dúvida uma cidade caribenha, mas ao mesmo tempo também não seria estranha se estivesse na Flórida.

DSC00902

A Catedral Anglicana é um dos edifícios mais marcantes de Hamilton:

IMG_1317

O mesmo pode ser dito do prédio da Prefeitura (City Hall):

IMG_1315

DSC00904

As Praias das Bermudas

Eu fiquei impressionado com a beleza das praias nas Bermudas.

IMG_1306

Eu já tenho alguma experiência com Caribe (e as Bermudas não ficam no Caribe) e posso dizer que as praias bermudianas não devem em nada às ilhas situadas no Mar do Caribe. O problema ali é o mesmo que ocorre no Sudeste e no Sul do Brasil: há temporadas em que, embora faça sol – e seja agradável ficar na areia tomando sol –, a água do mar é fria demais para banho.

Para curtir um pouco disto aí, tomei um ônibus (n.º 7) em Hamilton que faz o trajeto das praias ao sul da ilha – são as mais bonitas. Fui deixado na Warwick Long Bay, que é a praia da foto acima, na Paróquia de Warwick (lembrando que as Bermudas, do alto de seus 53 quilômetros quadrados, dividem-se em 9 Paróquias, ou Parishes em inglês). A praia estava completamente deserta, como se vê.

Dali é possível caminhar até a praia mais famosa da ilha: Horseshoe Bay, igualmente espetacular e com a vantagem de ter infraestrutura (uma loja com produtos para praia, uma lanchonete e banheiro público). Esta praia já fica em outra paróquia: Southampton Parish. Até me aventurei a entrar na água em Horseshoe Bay mas saí de lá batendo o queixo. Os bermudianos dizem que só vão à praia depois do Dia 24 de Maio (feriado no país), mas verificando hoje (22/05/2015) a temperatura prevista para o tal dia 24, a máxima é a mesma de quando eu estava lá…

IMG_1312

Uma coisa que é muito anunciada como típico das praias de Bermudas é que elas são pink beaches, pela coloração ligeiramente rosada de suas areias. Na foto não sei se fica nítido, mas ao vivo, a areia tem realmente este tom. Muito bonito.

Bem ao lado de Horseshoe Bay está a Horseshoe Baby Beach, uma baiazinha protegida por rochas, sem ondas e com águas rasas, ideal para os babies.

DSC00900

Imagino que os norte-americanos da costa leste, a menos de 2 horas destas praias maravilhosas, devam ficar magnetizados para ir passar uns dias em Bermudas no verão. O problema é ver se o bolso suporta os preços assustadores que são cobrados lá.

DSC00896

IMG_1305

Vila Histórica de St. George e Fortificações Relacionadas, Bermudas–PH n.º 191

As Bermudas são um lugar bastante curioso: ficam próximas dos Estados Unidos (menos de 2 horas de voo a partir de NY), mas são território de ultramar britânico. Têm um visual caribenho, mas o calor para praia ali não é garantido em abril (e mesmo nem em maio). Dizem que os turistas americanos (que são a esmagadora maioria) adoram o clima britânico da ilha, ao passo que os ingleses consideram Bermudas um lugar muito americanizado.

A ilha é minúscula, mas com uma geografia que demanda alguns deslocamentos relativamente longos. Entre a capital, Hamilton e a vila de St. George, de ônibus gasta-se quase uma hora. É também muito isolada. Próximo de si não há outras ilhas, apenas o continente norte-americano a mais de 1.200 km e o arquipélago dos Açores a mais de 3.000 km na outra direção.

As Bermudas foram por primeiro avistadas pelo espanhol Juan de Bermúdez em 1503 (daí o nome do país), mas a Espanha, aparentemente, não considerou o lugar promissor o suficiente para ser ocupada. Além disto, os espanhóis logo notaram os perigosíssimos recifes das Bermudas, ao que, acrescida a ausência de seres humanos, ruídos que pareciam cães raivosos latindo, etc., deram às Bermudas uma má fama, a tal ponto que também foram chamadas de Ilhas do Diabo.

Um século depois (1609), um naufrágio selou o destino das Bermudas: uma embarcação (Sea Venture) a caminho da recém-fundada colônia inglesa da Virgínia foi destroçada por uma tempestade (as Bermudas estão na rota dos furacões) nas proximidades de recifes próximos do arquipélago mas, surpreendentemente, todos os náufragos acabaram se salvando. 

Pouco tempo depois foi fundada a vila de St. George e, desde então, as Bermudas estão ligadas à Grã-Bretanha. A atual vila de St. George guarda muito do início da expansão inglesa pelo Novo Mundo – que começou atrasada comparada à espanhola, portuguesa e francesa mas que atingiu com maior ou menor extensão todas as porções do continente americano (e do mundo).

DSC00907

O passeio por St. George, assim, é o de buscar, na pitoresca vila, lugares que são ligados a este primórdio da expansão inglesa pelo mundo. Ali está a primeira igreja protestante (anglicana) construída no Novo Mundo – St. Peter’s Church – e muitos outros imóveis que ostentam este título de “o primeiro de origem inglesa no Novo Mundo”.

DSC00920

St. George é, como tudo nas Bermudas, muito arrumadinha e preparada para receber turistas. Embora não possua nenhum monumento arrebatador, o conjunto da cidade-museu agrada.

Uma coisa que eu notei de imediato nas Bermudas foi o teto das casas: todas, sem exceção, têm estes tetos brancos em degraus. Pelo que apurei, isto é uma forma que os moradores encontraram para aproveitar a água da chuva pois a falta d’água sempre foi um problema nas Bermudas desde o início.

DSC00915

As Bermudas têm um dos mais antigos parlamentos em contínua operação no mundo (junto com a Grã-Bretanha e a Islândia). Sua primeira sede foi em St. George.

DSC00914

A chuva atrapalhou um pouco a minha visita a St. George, inclusive a caminhada de pouco mais de um quilômetro para visitar uma das fortificações (Fort St. Catherine, que vi à distância) que também integram o Patrimônio da Humanidade, próximo à praia de Tobacco Bay.

DSC00924

Metade de um dia é suficiente para passear tranquilamente por St. George, que é muito orgulhosa do título de Patrimônio da Humanidade que recebeu em 2000. Há um World Heritage Centre que é bastante informativo – e veio muito bem a calhar na hora do temporal…

DSC00916

Bermudas -2015

20150415-092217-33737775.jpg

As Ilhas Bermudas (em inglês: Bermuda) situam-se no Atlântico Norte (a 1250 km de Nova York e 5500 km de Londres) e são um território britânico de ultramar (British overseas territory), isto é, pertencem ao Reino Unido, embora possuam alto grau de autonomia na gestão de seus negócios internos. Após a devolução de Hong Kong à China em 1997, as Bermudas são o mais populoso território de ultramar britânico. Leia mais aqui.
As Bermudas possuem apenas 54 km2 (se independente fosse, seria o quinto menor país do mundo, menor até que San Marino) e moram lá 65 mil pessoas, mais da metade de origem africana, mas com uma notável comunidade de origem portuguesa (a tal ponto que a língua portuguesa é considerada o segundo idioma do país).
Há duas curiosidades ligadas a Bermudas: o fato de ser um dos vértices do Triângulo das Bermudas (as duas outras pontas são Miami e San Juan, em Porto Rico) e também ter batizado o nome de uma das mais populares peças de vestuário em países quentes, a bermuda. No tal Triângulo das Bermudas, supostamente, muitas aeronaves e embarcações teriam misteriosamente sumido. Com muito mais realismo, as calças cortadas acima ou abaixo do joelho passaram a ser traje oficial nestas ilhas já que os britânicos perceberam a obviedade de utilizá-las no calor subtropical. É oficial mesmo: em qualquer ambiente nas Bermudas, por mais formal que seja, é possível ir de bermudas…
A capital das Bermudas é a cidade de Hamilton, mas é a cidade de Saint George o local onde foi fundada a primeira vila inglesa no Novo Mundo, o que lhe garantiu a inscrição na Lista dos Patrimônios da Humanidade, o único PH Cultural do Reino Unido fora das Ilhas Britânicas.
Além disto, as praias de Bermudas são muito procuradas, pois embora esteja este arquipélago no Atlântico Norte, o visual é caribenho. Espero que haja sol e algum calor para que eu também possa aproveitar as praias. O fuso horário das Bermudas é o mesmo de Brasília.

20150416-105656-39416848.jpg

20150416-105656-39416728.jpg